Aulas e treinamentos online - Instituto Água Viva

IAV PROMOVE AULAS E REUNIÕES VIRTUAIS COM O SERTÃO

Dois dos pilares de atuação do Instituto Água Viva: Educação Complementar e Esportes, trabalham diretamente com cerca de 3.000 crianças e adolescentes nas modalidades de ballet, informática, música, inglês, reforço escolar, alfabetização e esporte. Em 2019, várias turmas tiveram atividades iniciadas como ballet, música e informática. O trabalho estava tomando volume e uma meta ousada para oportunizar centenas de alunos. 

No ano passado, o Coordenador Pedagógico do IAV, Edgard Garcia, visitou todas as 13 bases com projetos sociais, realizando visitas para levantar demandas, estruturar ações, fazer os ajustes necessários para o bom funcionamento e planejar o crescimento dos projetos. Com a pandemia, todo o trabalho teve que ser reinventado, e uma nova fase promissora aconteceu!

Grandes encontros. Grandes avanços!

Desde maio que uma série de encontros, palestras, treinamentos e aulas, por vídeo conferência, estão acontecendo com a presença de todos os coordenadores e professores dos projetos do sertão Nordestino, totalizando 60 pessoas diretamente engajadas nas atividades. As reuniões estão se tornando grandes encontros, pois com as distâncias entre as bases que podem chegar a 1.600km de uma ponta a outra, muitos não se conheciam e não tinham informações dos trabalhos implementados em cada comunidade.

Logo na primeira reunião estiveram presentes os coordenadores de atividades de esporte, música e ballet. Já nas reuniões seguintes as reuniões são divididas por modalidades e é um tempo muito precioso para apresentar a estrutura do Instituto, uma surpresa para alguns que não imaginavam o quão grande era o trabalho social e a suas diversas integrações nos 03 estados atendidos: BA, PE e PI, em 13 bases sociais, com 63 escolas.

Nesse primeiro encontro foi tratado da saúde física e mental de cada um, se estavam passando por alguma necessidade, e foi dado diretrizes para os professores não perderem o contato com seus alunos, e de como dar suporte às famílias sertanejas nesse cenário de COVID19, com os cuidados e proteção necessários.

Aulas por equipe

A partir de agora, cada dia da semana é destinado a uma das modalidades onde o coordenador ministra uma aula para um grupo específico de atividade, gerando um grande engajamento da equipe, possível pela primeira vez. Com essa nova forma de trabalho, surgiu a necessidade de preparar uma grade curricular única, padronizar o material didático e nivelar o ensino, podendo inclusive medir o índice de aprendizado. “Nas próximas semanas o objetivo é construímos um currículo baseado na realidade social das comunidades”, explica Garcia.

No esporte, os coordenadores trabalham abordagem técnica de preparação de aulas teóricas e práticas, a necessidade de planos de aulas atrativos para manter o interesse dos alunos e uma oportunidade para nivelar o conhecimento teórico dos professores.

Também no ballet foi a primeira vez que as 13 professoras e auxiliares tiveram a oportunidade de estarem juntas e conhecer uma a outra. Isso gerou grande entrosamento e foi criado um grupo de trabalho. “As reuniões têm sido produtivas e temos a oportunidade de unificar as metodologias. Parece estranho, mas em meio a esse período de medo e incertezas, essas reuniões nos unem e nos motivam a prosseguir”, relatou Sâmela R.Carias, coordenadora de Ballet.

O lado bom da Internet de encurtar as distâncias está nos proporcionando passar direções e fazer planejamentos para quando puder retornar com as aulas, voltarmos com força total”, avalia Gê Jota, coordenador de música