Notícias

2

Instituto Água Viva é homenageado no Lapão – BA

Com presença ativa em várias comunidades do sertão nordestino, o Instituto Água Viva também tem bases sólidas na cidade do Lapão, no interior da BA.

     A cidade localizada na região da Diamantina, hoje tem 27 mil habitantes cujo a renda per capta não ultrapassa R$ 170, 00 mensais, o que a classifica como abaixo da linha da extrema pobreza.

  É neste contexto que o Instituto Água Viva tem feito a diferença na vida de centenas de pessoas e mudado rotina da comunidade local.

    Presente na região desde 2016, o IAV implementou na comunidade projetos de geração de renda, educação e esportes: A Fábrica de confecções, hoje, emprega em média 50 colaboradores e com faturamento semelhante a uma empresa de médio porte, é a única fonte de renda possível para muitos dos colaboradores.

  Muito mais do que gerar renda, os projetos do IAV geram oportunidades, crescimento e esperança.

   As escolas de esportes, que atualmente são 3, no lapão e nas comunidades ao redor, atendem diariamente 274 beneficiados entre crianças, jovens e adultos com dificuldade de acesso a água, à saúde e a educação formal. Geralmente provenientes de famílias muito pobres a maioria deles chegam às escolas com problemas que vão muito além da dificuldade de acesso à educação. Os monitores das escolas de esportes desenvolvem um trabalho de transformação social e psíquica na vida dos jovens atendidos.

       Instituto Água Viva recebe placa de honra ao mérito

No Sábado dia (13), durante encontro de lideranças da região, em que esteve presente vereadores da cidade, o prefeito Ricardo Rodrigues e o vice-prefeito Marcio Antônio Rodrigues, o Instituto Água Viva foi homenageado pelas lideranças da cidade com a placa municipal de honra ao mérito, na ocasião o prefeito destacou que o Instituto Água Viva é um importante agente de transformação da realidade local.  

2

Solidariedade no sertão.

16 toneladas de alimentos distribuídos no sertão.

Neste momento de pandemia do  COVID-19, onde todos buscam formas de ajudar o próximo, IAV – ONG de apoio à população mais vulnerável do sertão Nordestino, lançou a campanha nacional #façapartedobem para compra de cestas básicas.  

Em 30 dias já foram enviadas 16 toneladas de alimentos, a 11 regiões, atendendo a mais de 6 mil pessoas. Essa ação só está sendo possível graças a empresários e amigos que acreditaram na força da união.

Acreditamos que o trabalho apenas começou. Nos próximos meses, quando o auxílio do Governo Federal acabar, teremos uma grande demanda, mas estamos confiantes que mais pessoas estarão envolvidas na causa. O Brasil está cada dia mais solidário e juntos podemos levar socorro e comida a milhares e milhares de famílias. basta a união de forças.

Contamos com você! Divulgue, fale com mais amigos. Juntos somos a esperança de um povo.

Localidades atendidas:

Lapão, Cafarnaum, Jacarezinho, Mirangaba, 

Piatã, Boninal, Brotas de Macaúbas e América Dourada na Bahia, e Afrânio-PE.

Para doações:

Banco do Brasil (001)

Agência: 3431-2 |

Conta Corrente: 132061-0

CNPJ: 22.941.057/0001-28

Apoio:

Aulas e treinamentos online

IAV PROMOVE AULAS E REUNIÕES VIRTUAIS COM O SERTÃO

Dois dos pilares de atuação do Instituto Água Viva: Educação Complementar e Esportes, trabalham diretamente com cerca de 3.000 crianças e adolescentes nas modalidades de ballet, informática, música, inglês, reforço escolar, alfabetização e esporte. Em 2019, várias turmas tiveram atividades iniciadas como ballet, música e informática. O trabalho estava tomando volume e uma meta ousada para oportunizar centenas de alunos. 

No ano passado, o Coordenador Pedagógico do IAV, Edgard Garcia, visitou todas as 13 bases com projetos sociais, realizando visitas para levantar demandas, estruturar ações, fazer os ajustes necessários para o bom funcionamento e planejar o crescimento dos projetos. Com a pandemia, todo o trabalho teve que ser reinventado, e uma nova fase promissora aconteceu!

Grandes encontros. Grandes avanços!

Desde maio que uma série de encontros, palestras, treinamentos e aulas, por vídeo conferência, estão acontecendo com a presença de todos os coordenadores e professores dos projetos do sertão Nordestino, totalizando 60 pessoas diretamente engajadas nas atividades. As reuniões estão se tornando grandes encontros, pois com as distâncias entre as bases que podem chegar a 1.600km de uma ponta a outra, muitos não se conheciam e não tinham informações dos trabalhos implementados em cada comunidade.

Logo na primeira reunião estiveram presentes os coordenadores de atividades de esporte, música e ballet. Já nas reuniões seguintes as reuniões são divididas por modalidades e é um tempo muito precioso para apresentar a estrutura do Instituto, uma surpresa para alguns que não imaginavam o quão grande era o trabalho social e a suas diversas integrações nos 03 estados atendidos: BA, PE e PI, em 13 bases sociais, com 63 escolas.

Nesse primeiro encontro foi tratado da saúde física e mental de cada um, se estavam passando por alguma necessidade, e foi dado diretrizes para os professores não perderem o contato com seus alunos, e de como dar suporte às famílias sertanejas nesse cenário de COVID19, com os cuidados e proteção necessários.

Aulas por equipe

A partir de agora, cada dia da semana é destinado a uma das modalidades onde o coordenador ministra uma aula para um grupo específico de atividade, gerando um grande engajamento da equipe, possível pela primeira vez. Com essa nova forma de trabalho, surgiu a necessidade de preparar uma grade curricular única, padronizar o material didático e nivelar o ensino, podendo inclusive medir o índice de aprendizado. “Nas próximas semanas o objetivo é construímos um currículo baseado na realidade social das comunidades”, explica Garcia.

No esporte, os coordenadores trabalham abordagem técnica de preparação de aulas teóricas e práticas, a necessidade de planos de aulas atrativos para manter o interesse dos alunos e uma oportunidade para nivelar o conhecimento teórico dos professores.

Também no ballet foi a primeira vez que as 13 professoras e auxiliares tiveram a oportunidade de estarem juntas e conhecer uma a outra. Isso gerou grande entrosamento e foi criado um grupo de trabalho. “As reuniões têm sido produtivas e temos a oportunidade de unificar as metodologias. Parece estranho, mas em meio a esse período de medo e incertezas, essas reuniões nos unem e nos motivam a prosseguir”, relatou Sâmela R.Carias, coordenadora de Ballet.

O lado bom da Internet de encurtar as distâncias está nos proporcionando passar direções e fazer planejamentos para quando puder retornar com as aulas, voltarmos com força total”, avalia Gê Jota, coordenador de música

Dia Mundial das Crianças Vítimas de agressão

O Brasil e o Sertão não têm muito que comemorar

Em 4 de junho de 1982 foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) o Dia Mundial das Crianças Vítimas de Agressão, não é uma data para se comemorar, e sim para refletirmos a respeito do assunto. Foi instituída em forma de protesto, luto e reflexão à essa violência que infelizmente, cresce todos os dias no mundo inteiro. A agressão física e psicológica deixa marcas para vida toda.

A violência contra a criança é um tema que desperta interesse de toda a sociedade, que busca formas de garantir cada vez mais proteção e cuidados. Combater à violência infantil não é nada fácil, e atualmente no Brasil 18 mil crianças são vítimas de agressão por dia, o que de acordo com os dados apresentados pela Sociedade Internacional de Prevenção ao Abuso e Negligência na Infância (Sipani), representam 12% das 55,6 milhões de crianças menores de 14 anos de idade.

Já no sertão do Nordeste, não há sequer dados copilados dessa terrível violência, pois em muitas comunidades afastadas não é possível acesso aos Conselhos Tutelares. Em outras situações, as próprias mães se calam diante das agressões e sofrem uma história que se repete a gerações. 

O papel social de resgate da cidadania pelo IAV

O Instituto Água Viva, em todos os seus valores, trabalha para preservar o direito da criança e do adolescente nas comunidades rurais e quilombolas onde temos atividades sociais. Já são mais de 3000 alunos matriculados em escolas de esporte, balé, informática, música e reforço escolar. Além de aprenderem uma atividade, as crianças são instruídas em valores como ética, cidadania, respeito e amor próprio e, principalmente a reconhecer que são uma pessoa plena de seus direitos fundamentais: a de brincar e aprender, de sonhar e conquistar!  

Porém, infelizmente, muitas dessas crianças já passaram por abusos físicos, sexuais, psicológicos e de negligências, isso acontece com frequência nas comunidades mais pobres do sertão. Precisamos preservar a infância de nossas crianças e resguardar a adolescência também, afinal são períodos de extrema importância para o desenvolvimento sócio afetivo e cognitivo delas, além do que, lutar por elas é garantir um futuro melhor e mais digno para o nosso mundo.

Sabemos que Zelar pelas crianças não é uma tarefa exclusiva dos pais, mas de todos: parentes, dos profissionais de saúde, dos líderes de modo geral, dos governantes, da comunidade, dos educadores, enfim, da sociedade como um todo, e o IAV está imbuído dessa missão no sertão do nordeste.

Fique atento, confira algumas dicas de como identificar se uma criança está sendo violentada:

Perturbações no sono: A criança tem dificuldade para dormir ou fica com o sono agitado, podendo haver pesadelos repetidamente.

Alimentação: O apetite pode aumentar ou diminuir.

Desempenho na escola: Dificuldades de concentração, recusa na participação de atividades, queda no desempenho e aproveitamento escolar.

Mudanças de comportamento bruscas e repentinas: Podem envolver desde o desinteresse por atividades que costumam lhe dar prazer, ou até mesmo apresentar medos que já não possuíam antes.

https://www.paulista.pe.gov.br/site/noticias/detalhes/6474

https://comeceodiafeliz.com.br/datas/dia-internacional-das-criancas-vitimas-de-agressao

Imposto de renda

COMO FAZER O BEM E GERAR IMPACTO SOCIAL

Apenas usando o poder de destinar 3% do seu IR para um projeto social você faz uma grande diferença a milhares de crianças.

O Governo Federal prorrogou a declaração do IR e até o dia 30 de Junho, você pode DESTINAR parte do seu Imposto de Renda ao FIA- Fundos da Infância e isso NÃO custa nada a mais ao seu bolso. O Governo permite que dos 100% dos seu IR (devido/receber), você destine 3% ao Fundo da Infância. BORA FAZER O BEM!?

COM SUA AJUDA FAREMOS A DIFERENÇA!

O Instituto Água Viva possui reconhecimento de utilidade pública CECA e trabalha para oferecer oportunidades socioeducativas para crianças que vivem em condições de extrema pobreza e vulnerabilidade social.

Estamos inscrito no FIA – Fundo da Criança e do Adolescente, e você pode escolher fazer parte deste time, e ajudar mais de 3.000 crianças a ter acesso a alimentação, treinos esportivos, educação complementar, reforço escolar e uma nova perspectiva de vida.

Esta é uma maneira simples de transformar uma obrigação, que é o pagamento do imposto de renda, em uma escolha cidadã, sem lhe custar nada a mais! 

Quem pode fazer? Qualquer pessoa que declare o IR na modalidade completa.

Quando fazer? Até o dia 30 de Junho.

Como realizar a doação?

1. Click em doação, no campo da esquerda ( DARF – Doações Diretamente na declaração)

2. Escolha o tipo de Fundo (FECRIANÇA- Fundo da Criança e do Adolescente).

Escolha o tipo de Fundo: ESTADUAL, e o Estado (BAHIA – BA)

3. O sistema calcula automaticamente para você e gera um DARF a ser pago.

Passo 1
Passo 2
Passo 3

No círculo verde aparece o valor que você pode doar. No círculo azul você digita o valor que quer doar. Simples e rápido!   *FECRIANÇA-BA : CNPJ 01.580.116/0001-00.

OBS: Envie o comprovante do DARF pago ao IAV [email protected] com seu nome.

Geração de renda

EM TEMPOS DE PANDEMIA FÁBRICA DE LAPÃO SE REINVENTA

Suelânia Mendes – Colaboradora do projeto – Lapão – BA

Neste momento de pandemia do COVID 19 por que passa o país, onde todos estão buscando formas de se proteger e manter a saúde física preservada, a fábrica de uniformes de Lapão-BA, com o projeto de geração de renda, está produzindo máscaras para empresas de várias partes do Brasil. Até o momento são mais de 130 mil máscaras produzidas em tecidos de algodão (tricoline), malha PV e TNT reutilizadas, conforme testes realizados, elas têm durabilidade de até 10 lavagens. Parte da produção foi doada para outros institutos socais e projetos no sertão do Nordeste, contribuindo para que todos levem mais segurança para as centenas de famílias em situação de vulnerabilidade.   

A fábrica se reinventou e inaugurou uma nova fase, o tempo de ociosidade dos funcionários foi revertido para produção de máscaras para alinhar com a demanda do país, sobretudo para os parceiros que já compravam uniformes e estavam com grande necessidade para adquirir o produto, já escasso no mercado. A ideia foi muito bem aceita e a produção saltou rapidamente de 800 unidades para 5 mil unidades dia.

“Para que essa meta fosse possível dividimos os funcionários em dois turnos de trabalho para ter maior segurança, embora a região não apresente nenhum caso de COVID 19 até o momento.” Explica o coordenado da fábrica, Marcos Lang. Ainda segundo Lang, a região que é produtora de cebola e cenoura, está neste exato momento fazendo a colheita e a fábrica está conseguindo atender a região com máscaras a custos muito reduzidos, contribuindo com o comércio local e com a segurança de todos.

PARECRIAS COM ESTILO

Três estilistas de São Paulo participaram voluntariamente da criação de quatro peças exclusivas, desenhadas em cordel, dando ainda mais originalidade ao produto feito no sertão e por mãos sertanejas.  Marcelle Anjos diretora de arte, Yasmin Brum estilista e Bruna Antunes designer de estampas foram reunidas pelo publicitário Geraldo Oliveira, dono da marca de roupas kabravalente-SP, parceiro do IAV.

O desejo do IAV para você e sua família, é que Deus os proteja a todos. Temos fé que em breve tudo isso vai passar e continuaremos mais fortes no propósito de gerar trabalho e renda para mais sertanejos e sermos esperança para nosso país.

Acreditamos que mesmo em tempo de afastar-se de abraçar (Ecl:3), sempre será tempo de cuidar e preservar o amor, a família e os amigos!

3

Vans odontológicas do IAV espalham sorrisos pelo Sertão

O projeto de fomento à saúde do Instituto Água Viva (IAV) cresce a cada dia mais! As vans odontológicas do IAV circulam por diversos locais para levar tratamento dentário gratuito para os sertanejos de todas as idades. Restabelecer o sorriso de alguém vai além da estética: representa a volta da esperança que havia sido perdida! 

Com a ajuda da equipe de dentistas, o IAV leva para o povo do Sertão Nordestino um atendimento humanizado e de qualidade, que até hoje já proporcionou a felicidade de mais de 18 mil sertanejos. 

Importância das vans odontológicas do IAV 

O trabalho desenvolvido pelo IAV é de extrema importância para reverter a situação precária das condições de saúde no Sertão. Os dentistas prestam um serviço lindo ao abrir mão de seus consultórios para se dedicar às pessoas que, na maioria das vezes, nunca tiveram a chance de ter uma consulta com especialistas. 

“É pelo sorriso que expressamos nosso sentimentos e, por isso, ele se torna fundamental para cada um. Ver a alegria no rosto dos pacientes que eu consulto não tem preço! Parece que a cada consulta, meu coração se enche de mais amor e esperança.” 

-Dr. Emerson Teixeira, dentista IAV

O povo sertanejo precisa de ajuda e, por isso, as vans do IAV não têm distinção quanto a quem ajudar. Qualquer um pode ser atendido pelos profissionais, que estarão sempre de braços abertos para receber cada paciente com muito amor e atenção! 

“Acredito que existem muitas maneiras de fazer o bem para quem mais precisa. É exatamente isso que o IAV faz! Muitas das pessoas consultadas entram nas vans desacreditadas e saem delas exalando esperança. Essa é a parte mais gratificante do trabalho que realizamos no Sertão enquanto profissionais da área da saúde”, destaca Dr. Emerson.

Seja uma gota viva!

Agora que você já conhece o projeto de fomento à saúde do IAV, que tal ajudar para que ele possa melhorar a vida de mais sertanejos? Conheça mais sobre os projetos do IAV e nos ajude a continuar a espalhar sorrisos pelo Sertão Nordestino!

Aulas de inglês no Sertão
2

Aulas de inglês em Cafarnaum: esperança de um futuro melhor

O projeto de educação complementar do Instituto Água Viva (IAV) cresce a cada dia mais! As aulas de inglês em Cafarnaum, na Bahia, ministradas pela professora Paula Satiro Coutinho, despertam o sentimento de que é possível vislumbrar oportunidades de crescimento pessoal, cultural e profissional.

Esse projeto social do IAV ganhou grande proporção e tem um propósito lindo de mostrar para os alunos que eles podem, sim, aprender um segundo idioma e esperar um futuro melhor e mais próspero.

Importância das aulas de inglês em Cafarnaum

As aulas de inglês da base de Cafarnaum são fundamentais para o desenvolvimento cognitivo de crianças e adolescentes, além de os incentivarem a ter mais disciplina. Aprender um novo idioma pode abrir portas, oportunidades e contribuir para o desenvolvimento da carreira profissional desses jovens.

O projeto de educação complementar atua no contraturno escolar, ou seja, os alunos não são prejudicados no ensino regular das escolas e mantêm-se ocupados durante todo o dia.

“O objetivo das aulas de inglês é transformar a vida desses jovens e fazê-los acreditar que terão um caminho brilhante pela frente. O mais bonito do nosso projeto é ver as crianças e adolescentes incentivando suas famílias a também terem  perspectiva de um futuro melhor e mais próspero. É lindo de se ver!”

-Professora Paula Satiro Coutinho

Confiança nos projetos do IAV

Todos os projetos sociais desenvolvidos pelo IAV são de ação linear, ou seja, os profissionais não esperam nada em troca. Pelo contrário, estão lá para ajudar e transformar, para melhor, a vida dos sertanejos.

“É incrível ver a forma como as famílias sertanejas nos abraçam e confiam no trabalho que desenvolvemos. Muitas mães falam que se os filhos estão nas minhas aulas, elas não precisam se preocupar. Essa confiança com os projetos desenvolvidos pelo IAV está sustentada ao fato de não pedirmos nada em troca.”

-Professora Paula Satiro Coutinho

Conheça o pilar de educação complementar

Um dos pilares do IAV é o de educação complementar, que visa a um futuro melhor para crianças e adolescentes sertanejos, por meio de profissionais que se unem para realizar atividades que englobam aulas de reforço escolar, balé, inglês, alfabetização e música.

Os índices da educação no nordeste apontam que nosso trabalho será longo. Mas a esperança é viva no coração de cada colaborador do Instituto Água Viva.

Seja um amigo do Sertão

Agora que você já conheceu o projeto das aulas de inglês no Sertão Nordestino, que tal ajudar para que ele possa atingir mais crianças? Conheça mais sobre os projetos do IAV e nos ajude a continuar espalhando sorrisos pelo Sertão!

3

Um Novo Sertão: apresentação de fim de ano do Balé de Acauã

O projeto de educação complementar do Instituto Água Viva (IAV) cresce a cada dia mais! Pelo quinto ano consecutivo, alunos da escola de balé Vida e Dança fizeram uma apresentação especial de fim de ano na comunidade de Acauã, localizada no Piauí. O tema do espetáculo foi “Um Novo Sertão” e contou com a presença de cerca de 200 bailarinos.

Foram meses de dedicação e ansiedade!  A professora de balé, Clarisse Fonseca, relata que a apresentação começou a ser preparada em julho e os figurinos e cenários saíram do papel em outubro do ano passado. “O que mais me encanta é a transformação que acontece quando se tem oportunidades de sonhar e realizar. As crianças amam se apresentar! Ficam super ansiosas para que chegue logo o dia do espetáculo e, quando isso acontece, sentem-se valorizadas, capazes e realizadas.”

Por que “Um Novo Sertão”?

O tema das apresentações sempre geram forte emoção entre os bailarinos e os espectadores. Com os espetáculos, a esperança de um futuro melhor é reavivada no coração dos sertanejos!

“Esse tema foi escolhido porque nós acreditamos em uma palavra profética que explora o florescimento do semiárido. Não é só sobre o clima, mas também sobre as vidas que florescem por meio de um avivamento que traz salvação e transformação para o Sertão Nordestino.”

-Clarisse Fonseca

Balé de Acauã: construindo sonhos no Sertão

O Balé de Acauã faz parte do projeto social de Educação Complementar, que visa um futuro melhor e mais próspero para as crianças e adolescentes do Sertão Nordestino. Com ele, temos reerguido e formado sonhos que estavam perdidos e distantes.

No semiárido, muitas crianças e adolescentes se envolvem com drogas, álcool e prostituição em função do tempo ocioso. Por esta razão, um dos pilares dos nossos projetos é a educação. Acreditamos que, juntos, podemos transformar essa realidade em vitórias e sonhos. A esperança é viva no coração de cada colaborador do IAV!

Conheça os outros projetos do IAV

Nós, do IAV, escolhemos transformar e impactar a geografia de uma região pouco apoiada no Brasil, por meio de projetos sociais que estão alicerçados em quatro pilares: saúde, educação, geração de renda e esportes. Conheça nossos projetos e nos ajude a continuar levando esperança para o Sertão Nordestino!

Entrega de cesta básica em comunidades carentes da Bahia
9

Entenda a realidade em que se encontra o Sertão Nordestino

Já parou para se perguntar como é a realidade do Sertão Nordestino?As famílias sertanejas vivem em situação de extrema miséria e vulnerabilidade social. Para se ter uma dimensão, o acesso à alimentação básica, escola, saúde e saneamento básico é escasso ou, muitas vezes, nem existe. Nós, do Instituto Água Viva (IAV), realizamos trabalhos e projetos sociais para impactar aquela geografia. Nosso objetivo é transformar os índices alarmantes em positivos! 

Por que o IAV atua no Sertão Nordestino? 

Somos apaixonados pelo Sertão. Com nossos projetos sociais, levamos alegria e perspectiva de vida para aqueles que já tinham perdido as esperanças de um futuro melhor. Já conquistamos muitos resultados positivos com nosso trabalho na região, mas ainda há muito a ser feito. 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Sertão Nordestino apresenta um dos piores índices de IDH do país: uma média de 0,550. Além disso, a renda per capta é menor que meio salário mínimo, e o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) não passa de 14,5.   

Ainda segundo o IBGE, enquanto no país 86,7% das residências com rede geral recebe água diariamente, no semiárido esse percentual cai para 66%. Em relação ao tratamento de esgoto, menos de 50% das residências possuem ligação direta à rede geral. 

Conheça o Instituto Água Viva

Somos uma organização sem fins lucrativos, que nasceu em 2015, e desde então vem realizando trabalhos para impactar e transformar, para melhor, a dura realidade que as famílias sertanejas enfrentam diariamente. Nossos projetos sociais estão alicerçados em quatro pilares: saúde, educação, geração de renda e esporte. 

  • Saúde: temos duas vans, totalmente equipadas, que circulam por diversos locais de difícil acesso para levar tratamento dentário e atendimento médico, com consultas gratuitas, para indivíduos de todas as idades. 
  • Educação complementar: visando a um futuro melhor para as crianças e adolescentes sertanejos, profissionais se unem para realizar atividades que englobam aulas de reforço escolar, balé, inglês, alfabetização e música. Os índices da educação no nordeste apontam que nosso trabalho será longo. Mas a esperança é viva no coração de cada colaborador do Instituto Água Viva.
  • Geração de renda: como os índices de desemprego são muito altos na região, buscamos criar projetos para gerar emprego e renda. Até agora, já implantamos fábricas de boné, camisas, brinquedos e instrumentos musicais, além de ter realizado minicursos com intenção de desenvolver empreendedorismo social e nas comunidades. Os frutos já são colhidos! Famílias que antes não tinham perspectiva de futuro, hoje, podem acreditar em um amanhã muito mais promissor.
  • Escolas de esportes: nossas escolas de esportes desempenham um importante trabalho social, contribuindo para a formação física e psíquica de crianças e adolescentes. Além disso, temos uma equipe de coordenadores que trabalha capacitando sertanejos nativos para serem monitores. Já tivemos a honra de inaugurar escolinhas de futebol em várias localidades do Sertão e queremos continuar avançando rumo à criação de mais oportunidades e esperança para nossos jovens! 

Seja uma gota viva! 

Agora que você já tem dimensão de como é a difícil realidade das famílias sertanejas, o que vai fazer para transformá-la? Conheça mais sobre nossos projetos e nos ajude a continuar espalhando sorrisos pelo Sertão. Seja uma gota viva e faça parte do oceano de esperança que desejamos levar para aquela geografia!